terça-feira, 12 de junho de 2012

Atração Irresistível

por Enildes Corrêa

Caro amigo, 


Depois da última vez em que o vi nos meus momentos de devaneio, suas palavras ecoam nos meus ouvidos: “...sinto uma atração irresistível por você”. 

Foi muito agradável ouvir isso, embora não tenha ficado convencida de que era uma verdade. Quando uma atração irresistível acontece, sentimos o impulso de nos aproximar e não de nos distanciar de quem nos atrai, concorda? Em todo caso, não dá para entender a mente humana, muito menos a dos homens, principalmente a daqueles que têm medo de amar e de se entregar a sentimentos mais profundos. 


Consultei no dicionário o significado das palavras ditas por você. 

Atração: Ação de atrair; força em virtude da qual um corpo é atraído; encanto; atrativo. 

Irresistível: A quem ou a que não se pode resistir; invencível; insuperável. 
Busquei também dentro de mim o significado vivo de “atração irresistível”. Fiquei um pouco quieta e imagens, sensações, sentimentos e emoções começaram a vir: 

– Recordo-me da minha infância. Mamãe tinha um ímã e, como ela costumava costurar, tinha sempre alfinetes em sua máquina. Eu gostava de brincar com os dois. Era interessante ver os alfinetes atraídos pelo ímã, sem nada que pudesse impedir que as duas matérias se juntassem. 

– Brota uma saudade da Índia, país pelo qual senti uma misteriosa e irresistível atração, que me levou a viajar para lá e a retornar sempre que posso. Só não fiquei definitivamente por causa dos meus filhos. O vínculo entre mãe e filhos é muito forte e, por conta desse elo indissolúvel que só o amor faz criar, eu voltei para o mundo de cá. 

– Aparecem flashes de um encontro com um amor do passado.

- Chegam mais flashes back. Desta vez, vejo-me ao lado de alguém por quem sinto uma inexplicável atração. Já tentei de todo jeito ficar livre desse encanto, mas confesso que fui bastante incompetente e não consegui. Desisti de lutar contra o coração – é muito esforço. Hoje, acho mais fácil render-me à verdade que está dentro de mim. Pelo menos, não há luta, não há tensão. Há somente uma entrega ao sentimento. 

E a imagem chega, de forma nítida e persistente. Era uma dessas noites quentes do nosso país tropical e estávamos em uma festa de integração latino-americana. Sentíamos um contentamento especial na companhia um do outro. Seus olhos buscavam os meus de uma forma inocente e também investigativa, como se quisessem descobrir o mistério desta mulher. Dividíamos o mesmo copo de cerveja e tínhamos um desejo em comum. Nessa parte, as imagens desaparecem. 

A vida seguiu seu curso. O nosso encontro se desfez. Ficaram apenas algumas recordações de um ex-fã latino-americano, como a ternura do seu olhar e esta irresistível atração – que teima em se fazer presente –, mesmo com a passagem do tempo... 

Após este momento de interiorização, algumas coisas ficaram bem claras para mim. Nos fatos referidos acima, há algo em comum: houve uma aproximação maior entre os envolvidos, em determinado tempo e espaço. Parece que, quando a atração é realmente irresistível, há uma força magnética que atrai e aproxima as duas partes e, por mais que queiramos, não conseguimos resistir nem fugir de quem nos atrai, tal qual o ímã e os alfinetes da minha infância. Fica a vontade de chegar mais e mais perto. Um desejo de descoberta, de fusão, de derreter-se e misturar-se ao outro. 

É assim, para mim, uma atração irresistível. 

E para você, caro latino-americano, como é? Gostaria de saber qual foi o verdadeiro sentido da sua expressão! É o mesmo ou é diferente do dicionário? 

As perguntas vão ficando no ar e circulando no espaço, à espera de um momento seu de rebeldia com a razão e obediência ao coração... 


ENILDES CORRÊA – Administradora e Terapeuta Corporal. Ministra palestras e seminários vivenciais a organizações governamentais e privadas.  Autora do livro "Vida em Palavras". 

0 comentários:

Postar um comentário