terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Ser Feliz é Realidade

por Enildes Corrêa

"Quando você vive sem se apegar a algo, sem se identificar com coisa alguma, há uma vida bonita. Não se agarre ao passado e a algo que se foi. Quando você compreende a natureza da vida, você não cria nenhum tipo de apego." 
 Kiran Kanakia

"Sua felicidade não deve depender de ninguém. Não se faça miserável porque você precisa de alguém. Isso é um jogo da mente. Liberdade significa não depender de nenhuma felicidade ou alegria. Anand é o estado de bem-aventurança que inclui dor e alegria, um estado imperturbável em meio aos distúrbios.  O buscador nunca é miserável." 
 Kiran Kanakia

 Certa vez, minha mãe contou-me que foi a uma cartomante, que lhe disse: “a senhora tem sorte com os filhos. E a sua filha caçula vai ser muito, muito feliz”. Eu gravei essas palavras na minha memória, pois sou a filha caçula. Àquela época, sentia-me infeliz. E ser feliz era apenas uma sede intensa que existia dentro de mim.

Ansiava por uma felicidade permanente, que não chegava, condicionada a fatores externos. E o meu sonho de ser feliz foi encolhendo, tornou-se quase uma fantasia. Parecia uma miragem que, ao chegar perto, desaparecia sem sequer pedir licença para retirar-se... Todavia, o forte desejo de superar dores emocionais e encontrar a paz e a felicidade instigou-me a mergulhar no recôndito de meu ser, à procura de resgatar elos vitais que poderiam levar-me à paz e à unidade.


Após vários anos em contínua busca pelo autoconhecimento, viajei para o Oriente. O destino me levou para o caminho da Índia, realizando um sonho antigo meu de visitar o país de nascimento de Gautama Buddha.  

Fiquei encantada com tudo o que vivenciei naquele país do continente asiático: um modo de viver totalmente diferente, voltado para a interiorização e a espiritualidade, e que plantou em mim a semente do retorno.  A Índia, com todos os seus saberes e os seus mistérios, tornou-se uma atração irresistível na minha vida.  Foi vivendo lá que conheci a maravilhosa sensação de abraçar a vida com total abertura, receptividade e aceitação!

Sentia-me em êxtase, como se eu estivesse fazendo amor com o Universo, em harmonia com todos os elementos da natureza: terra, água, fogo e ar! Um tesouro invisível que trouxe guardado em meu âmago ao retornar ao Ocidente, de volta para casa, no meu amado Mato Grosso.   

Então, diante de experiências enriquecedoras e transformadoras, que expandem a consciência, tive a clareza de que até as pessoas que fazem o papel de diabo em nossas vidas, pelo mal que nos tentam infligir, podem estar contribuindo para que cumpramos o nosso destino. Parece que o mal só é mal para quem o pratica. E o reverso dessa força que quer provocar a destruição é a geração de uma força construtiva que potencializa o crescimento espiritual, caso encontre terreno propício para isso dentro de nós. “Deus escreve certo por linhas tortas”, lembra o dito popular.  Questiono-me se as linhas são tortas de fato ou se torta é a nossa visão... E Osho afirma: “A Existência é mais sábia que você e irá proporcionar-lhe todas as oportunidades necessárias para o seu crescimento”.

O autoconhecimento nos reserva muitas surpresas - novos e desconhecidos talentos emergem. Há algum tempo, comecei a escrever. A escrita brotou de modo inesperado e tornou-se uma atividade que me abre espaço de contentamento e nutrição interior. Sinto-me feliz e abençoada com o caminho que percorro, que me coloca em contato com o meu Ser, com a inteireza e o silêncio da alma.

Kiran Kanakia, místico sufi indiano, ajudou-me a compreender que felicidade é o estado natural de equilíbrio do ser humano. Está dentro de nós o tempo inteiro e jamais nos abandona. O segredo é fluir em harmonia com a Existência. Para isso, a aceitação incondicional da vida é uma condição, assim como sabermos estabelecer a conexão com o mundo interno, o que, lastimavelmente, é algo meio perdido e desvalorizado pelo homem moderno, o qual acredita que a sua autorrealização está ligada quase que estritamente à ascensão material.     

Kiran partilhou esta mensagem: “É possível relaxar, ser feliz com toda a infelicidade, com todos os problemas, com todos os movimentos e mudanças que acontecem naturalmente. É possível estar em silêncio, com todos os distúrbios”. É ilusão querer excluir da nossa frente as situações de dificuldades e desafios. O que faz a diferença é o nosso estado interior, a nossa compreensão, a maneira como olhamos e lidamos com os problemas. 

Ser feliz também é uma escolha individual e intransferível que fazemos a cada dia, a cada momento que vivemos. Ao recordar-me da profecia da cartomante, entendo-a muito bem, pois ser feliz, afinal, é o destino de todos os que se abrem para a vida, sem querer impor suas escolhas particulares e egoístas à Vontade Divina. 

Namaste!

ENILDES CORRÊA é Administradora e Terapeuta Corporal Ayurveda.  Autora do livro Vida em Palavras

Compartilhar nas redes sociais:

0 comentários:

Postar um comentário